segunda-feira, 11 de maio de 2009

Ela estaria salva.

Era como se o mundo estivesse desabando.
Como se fosse preciso encontrar um atalho, uma fuga imediata que a livrasse de tudo aquilo.
Parecia-lhe surpreendentemente difícil ser parte de algo onde já não se enquadrava. Lugares que costumavam oferecer tanta segurança e estabilidade, agora pareciam tão incertos quanto castelos de areia diante do mar.
As certezas mudavam, as pessoas também.

E era preciso acostumar-se.
Sentia como se estivesse correndo, escapando, dividida em pequenas partes de si mesma. Deixando uma fração sua em cada esquina, em cada parada, em cada sorriso que forçava para parecer bem diante dos outros.
Bastava-lhe evitar perguntas, economizar respostas, poupar-se do trabalho de explicar o que quase ninguém se preocuparia em entender.
Ela apenas desejava sentir-se livre. Estar em um lugar novo a cada dia, onde fosse sempre possível reinventar-se, mudar os rumos, refazer as próprias escolhas sem que lhe cobrassem um motivo. Fugir para onde bastasse ser ela mesma, sem interrogações. Ser levada para longe durante algum tempo, por qualquer pessoa. Por oito simples palavras.
Segure a minha mão. Tudo vai ficar bem.”
Era muito mais que o bastante.
E assim, ela estaria salva.

21 comentários:

  1. Lugares que costumavam oferecer tanta segurança e estabilidade, agora pareciam tão incertos quanto castelos de areia diante do mar.

    Às vezes me sinto assim em determinados lugares.. mas acho que faz parte da vida.. os lugares mudam de acordo com as nossas mudanças. Texto lindo, como sempre!

    bjuuu.

    ResponderExcluir
  2. Que bom que gostas, bom como todo bloggueri iniciante preciso de ajuda em quase tudo, e quero que tu me de teu msn pra me ajuda, to com ideia pra escrever algo, mas me falta algumas ideias.. tens orkut ou msn?

    Tu é super boa no que faz, no meu blog tem meu orkut add eu? beeeeeeijos ta em baixo do contador de visitas tá?

    ResponderExcluir
  3. Mais uma coincidência: acabei de ver teu comentário! Haha
    Legal que vai fazer jornalismo, se quiser fazer alguma pergunta, tirar alguma dúvida ou curiosidade, tô aqui, viu? :)
    Gostei do texto!
    Tá add também!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Uau!
    Parabéns. Vc conseguiu resumir a experiência humana, sempre em busca da liberdade, sempre fugindo das perguntas, sem se preocupar com as respostas, com as certezas. Talvez por isso a gente viva correndo, por que não há um ponto de referência, alguém que diga "é por aqui!", que diga a verdade e explique que os problemas não vão acabar, mas que sua mão sempre estará ali pra ajudar.
    Pode parecer mais fácil fugir, mas depois de ir ao fundo da areia é que o mar recua um pouco, nos joga pra fora e sentimos o ar. E que ar! O melhor ar do mundo!

    Vc é incrível.
    Um grande beijo da sua seguidora (no sentido real da palavra)

    ResponderExcluir
  5. talvez seja a particularização da História da Salvação?

    eita, falei que nem jornalista!

    ResponderExcluir
  6. huun, é.
    mas não existe isso de atraso não ^^
    todo dia é dia das mães :D

    haha, e eu já te adc,
    ;D

    -
    putz... não sei se entendi o post por completo.
    mas, siceramente, eu gostei :)
    :**

    ResponderExcluir
  7. tem um selo pra ti no meu blog,
    desculpa a pressa,
    depois (amanha ou quinta) passo aqui e comento sobre o texto ^^

    ResponderExcluir
  8. Oi, linda!
    Vim te avisar que tem um meme para você lá no meu blog, espero que goste.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  9. Muito lindo teu texto, muito lindo teu blog.

    Beijo

    ResponderExcluir
  10. seu blog é lindo! brigada por me seguir
    beijos :*

    ResponderExcluir
  11. realmente, foi uma coincidencia,
    opostos, mas coincidentes =D

    sobre o texto, muitos necessitariam de/queriam ter uma salvação dessas... muito interessante para uma vida melhor ^^


    www.thiagogaru.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Isso seria uma fuga? Gostei muito do seu texto, e do seu blog também =D

    ResponderExcluir
  13. Noossa!
    Sem comentários pro texto, PERFEITO!
    E engraçado como reflete o meu momento, uma vontade de ir embora pra onde eu nem sei...

    Parabéns, beijos

    ResponderExcluir
  14. BOM DIA!!!
    INFELIZMENTE MEU BLOG FOI DESATIVADO, NÃO SEI O MOTIVO..
    MAS COMO SOU BRASILEIRO...NÃO DESISTO NUNCA!!
    ESTOU INICIANDO MEU NOVO BLOG....CONTO COM SUA PRESENÇA!!!!

    ResponderExcluir
  15. Parabéns! Muito bom o texto!
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Lindo demais. Como sempre, amei teu final. Desculpa não ter vindo mais aqui, mas to ficando sem tempo de responder comentários.
    Beeijo

    ResponderExcluir
  17. Reinventar.. coisa que aprendi ao longo do tempo.

    Sábio quem o segue.

    Bjs moça,




    Novo dogMa:
    númeRo...


    dogMas...
    dos atos, fatos e mitos...

    http://do-gmas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. tipo, amei esse final. *-*'
    perfeito, perfeito. ><
    às vezes é disso que precisamos mesmo: uma mão que nos ajude. ;/

    ResponderExcluir
  19. Temos asas pra voar, e respiramos o ar da liberdade , mas muita das vezes nos sentimos presos, por termos perguntas sem respostas, dúvidas, medos, enfim. Mais o que vale é viver livre sem medo de amar. Belíssimo o seu texto

    ResponderExcluir