terça-feira, 27 de julho de 2010

Arte

Este é para mostrar-lhes o primeiro e o último estágio de uma arte, e de um dos melhores presentes que eu já recebi. É a história de um desenho em um papel, que tornou-se o corte de um tecido, e dos quais sobraram retalhos para costurar outras histórias. É também um fato sobre quem o desenhou: alguém ousado e talentoso, que conheci quando ainda guardava sua ousadia e seu talento dentro de uma pasta azul. E adivinhem: essa é também, e inevitavelmente, uma parte da minha própria história.

(Foto: 1. Desenho do modelo por Filipe Neri /2. O vestido pronto, em mim)


"(...) Nem por sombra corresponde a um simples culto da forma, mas, muito longe disso, a uma particular concepção da arte e, mais em geral, a uma particular concepção da vida."
(Léon Tolstoi)



11 comentários:

  1. Adoro idealizar roupas, pena que nunca as faço. =/
    O vestido caiu muito bem em ti. Uma arte, sim, por que não?

    Bastante tempo que não comentava aqui. :)

    ResponderExcluir
  2. Lari,não sei o que te dizer sobre isso,estou muito feliz de alguem reconhecer meu trabalho.Um beijo e muito socesso para nós dois!
    E já sabe,quando quiser é só pedir.HAHAHAHA

    ResponderExcluir
  3. L-I-N-D-O! E desenhado?!! É seu amigo, o Filipe Neri? Parabéns para ele!

    ResponderExcluir
  4. que post lindo, que vestido lindo, amei tudoooo! *------*

    ah, e adorei saber que era eu mesmo a Fe do último post. Eu que te agradeço por escrever textos tão lindos de se ler. ;D

    beeeijo!

    ResponderExcluir
  5. Que vestido lindo!! Ficou linda!! *-*

    bjoO

    ResponderExcluir
  6. Ele é muito talentoso! E sim, é um grande amigo meu. Que honra pra mim.

    ResponderExcluir
  7. Wooow!

    Desenho do vestido e desenho do sorriso da modelo. Formaram uma par perfeito, Lari.

    Meus parabéns para o Filipe. Ele tem um futuro brilhante pela frente.

    Pra você, dois beijos.

    ResponderExcluir